“Teria sido melhor ver o filme do Chanfle”

Este dia 28 de novembro de 2014 fica marcado como o dia em que o mundo perdeu o terceiro* dos gênios supremos do humor. Roberto Gómez Bolaños, autor de tantos personagens marcantes, como Chapolin Colorado, Dr. Chapatin, Chespirito (nome pelo qual era conhecido no México) e principalmente, pelo menino Chaves, que intitulava a série que talvez seja a mais famosa do mundo, aquela que podemos assistir um milhão de vezes e acharemos graça mesmo assim.

Uma vida e uma carreira grandiosa, com momentos épicos, mas também com problemas, como a crise de relacionamento com parte do elenco, como a treta envolvendo ele e Carlos Villagran, intérprete de Quico, que culminou na saída deste do casting da série.

No entanto, todos reconhecem que as histórias da vila de um subúrbio mexicano tornou-se algo que vai perdurar eternamente. Mesmo os (poucos) que dizem não gostar da série, são obrigados a admitir que Chaves incorporou-se no cotidiano da população. Especialmente na América Latina como um todo, já que as histórias apresentadas refletem a realidade de um povo sofrido que habitam estes países.

E mais do que isso, as próprias lições passadas nos episódios, seja no Chaves, como no Chapolin, foram importantes para a reflexão de muta gente. Embora nem todos cheguem a colocar em prática (este escriba, inclusive), Sempre vale a pena buscar o aprendizado, até porque a juventude nunca morrerá.

Por fim, deixo esta que foi uma obra-prima. O filme El Chanfle, de 1979, em que boa parte dos personagens são membros do América, clube tradicional do México, em que o elenco mostra uma incrível lição de honestidade e esportividade, algo em falta na sociedade, especialmente em competições esportivas.

Acompanhe abaixo, pois valerá a pena:

Por fim, duas curiosidades:

-Este foi o último trabalho com o elenco original da série reunido, já que Villagran e Ramón Valdés (Seu Madruga) saíram logo depois. O filme também foi um dos primeiros trabalhos de Raúl “Chato” Padilla (Jaiminho) com a turma.

-No episódio Vamos ao cinema, onde surgiu a célebre frase “Teria sido melhor ver o filme do Pelé”, na versão original, a frase é “Hubiera sido mejor haber ido a ver la Película, El Chanfle” (ou Teria sido melhor ver o filme El Chanfle)

Bom, fica aqui o meu registro e minha singela homenagem a este grande ser, que cumpriu o seu dever na Terra.

Boa noite, Chaves!

*- Os outros dois que menciono são Charlie Chaplin (que fora uma inspiração para Bolaños na carreira) e Chico Anysio (o melhor comediante que o Brasil já teve, outro que se inspirou em Chaplin)